Wednesday, January 07, 2009

Uns 10 anos atrás um minigame meu quebrou e na época eu abri pra ver como era por dentro. Acabei largando ele aberto por que na época eu me frustrei com o "chip bolha". Tudo o que dá pra ver ao abrir um minigame daqueles são os contatos dos botões, o cristal líquido e uma bolha de plastico derretido. Debaixo da bolha fica um chip minúsculo. Aquilo foi muito chato por que não satisfez minha curiosidade.



Recentemente, brincando com o Inkscape e curtindo minha nostalgia, eu e a Bani criamos um minigame virtual feito em SVG e programado em javascript. Se você usa um browser que implementa o padrão SVG (padrão aberto para gráficos vetoriais na web), então você poderá jogar o nosso minigame aqui. Recomendo usar o Firefox. Não funciona no Internet Explorer; ele é um dos únicos browsers hoje em dia que ainda está em 0% de suporte a SVG atrasando a evolução da web.



O jogo é inspirado numa charge famosa do Tux (mascote do kernel Linux) se preparando para bater com um mata-moscas na borboleta do MSN (da Miscrosoft). O jogo segue um formato tradicional de muitos dos jogos antigos de minigame: basicamente vc tem que bater em todas as borboletas conforme elas forem descendo na tela.

Fazer o jogo foi bastante divertido e foi relativamente simples. Desenhamos tudo no Inkscape. Depois selecionamos cada um dos ícones do display de cristal líquido e atribuímos nomes por meio do atributo id (menu de contexto => Propriedades do Objeto). Depois escrevemos o código em javascript usando as funções de manipulação do DOM (Document Object Model) para controlar a visibilidade dos ícones. Assim o software pode fazer os ícones do display acenderem ou apagarem conforme mandar a lógica do jogo.



A única edição manual (em editor de texto) do arquivo SVG foi para adicionar a tag <script xlink:href="minigame.js" /> e o atributo onload="on_load(event);" na tag svg (análoga à tag body do HTML). Com isso, pudemos escrever todo o código javascript em um arquivo .js externo. Todo o resto da edição do SVG foi feita visualmente por meio do Inkscape.

Já hoje, curtindo as férias da faculdade, resolvi voltar a mexer no minigame quebrado. Peguei o cristal líquido do minigame e tirei algumas fotos. Usei uma fonte de tensão pra acender manualmente os ícones do display. Na verdade, os ícones não acendem individualmente. O display é multiplexado e, portanto, as ligações formam uma matriz de ícones. A cada vez que eu aplico tensão em algum dos conectores do display, um certo grupo de ícones se acende. Tirei várias fotos e comecei a vetorizá-las. A idéia é fazer uma versão emulada em SVG+javascript do minigame do Megaman.



Apesar do processo de vetorização ser um pouco cansativo, o maior problema vai ser programar o jogo. Extrair o código do jogo diretamente do minigame não parece ser possível (de se fazer em casa) pois todo o código fica dentro do chip bolha. Portanto vou ter que reprogramar. Além disso, outra dificuldade é eu não lembrar mais como funcionava o jogo. Talvez eu ainda consiga consertar o minigame e assim conseguir jogá-lo, pra relembrar a lógica. Eu acho que o único problema desse minigame é que os fios que são ligados às baterias se quebraram e os que ligam o speaker também. Depois que eu soldar esses fios, é possível que o minigame ainda funcione.

Ahhh...! Outro problema para a emulação são os sons do jogo... mas isso fica pra depois.

6 comments:

  1. Que dahora, eu tinha um mingame parecido quando eu era criança. Ficou bem legal. Quero ver o jogo do mega-man ^.^

    ReplyDelete
  2. Freak! *Muito legal*! :)

    ReplyDelete
  3. Realmente está uma ideia muito interessante e muito bem concebida. O display parece real, tal como temos nos minigames. Isto faz recordar velhos tempos ;)

    ReplyDelete
  4. ...Nostalgia. Eu tinha esse minigame.

    ReplyDelete
  5. Muito legal o jogo Juca!

    ReplyDelete
  6. peço por favor que tente re-upar as fotos e não abandone seus projetos, siga em frente e boa sorte

    ReplyDelete